90 anos do rádio no Brasil.

18:38 Bruno Cardial 0 Comments



Era Sete de setembro de 1922 quando se realizava no Rio de Janeiro, capital brasileira na época, uma exposição internacional inaugurada pelo presidente Epitácio Pessoa para comemorar os 100 anos da Independência do Brasil. A exposição foi aberta com um discurso do presidente, no clima de festa do evento, e esta foi a primeira transmissão radiofônica no Brasil. 

O transmissor tinha apenas 500 watts, doado por americanos ao governo brasileiro, foi instalado no alto do Corcovado. Apenas 80 receptores espalhados na capital e nas cidades de Niterói e Petrópolis podiam ouvir a transmissão experimental. Quem providenciou esta transmissão, foi um nome conhecido, o cientista e educador, Edgar Roquette Pinto, na época secretário da Academia Brasileira de Ciência e por isso é considerado o pai da radiodifusão brasileira. 

Os alto-falantes eram fracos e pela qualidade da época, segundo um registro do próprio Roquette, praticamente ninguém ouviu nada da transmissão porque o barulho da exposição ao fundo era muito grande. Mesmo assim, um grande impacto mobilizou os brasileiros ouvindo a transmissão do discurso do presidente Epitácio Pessoa e também as primeiras músicas, que eram músicas clássicas tocadas na exposição. 

A primeira música reproduzida foi a ópera O Guarani, de Carlos Gomes ao fundo do pronunciamento e durante toda a abertura da exposição. Por isto esta música foi durante anos, o clássico tema de abertura da Voz do Brasil.

Mas depois deste experimento, as transmissões mesmo da primeira emissora de rádio ocorreram somente sete meses depois, já em 1923, mais uma vez graças ao esforço de Roquette Pinto que reunindo alguns empresários adquiriu um transmisso de qualidade pela Academia Brasileira de Ciências, e assim entrou no ar, em 20 de abril de 1923, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

Esta emissora existe ainda, mas como foi doada pelo próprio Roquette Pinto ao Ministério da Educação em 1936, e hoje ela funciona como a Rádio MEC. Nessa fase, As emissoras se organizavam para suas transmissões experimentais em torno dos chamados rádio-clubes, uma forma de rádios comunitárias. 

O rádio comercial, surgiu depois de 9 anos em 1932, quando o presidente Getúlio Vargas, através de um Decreto, autorizou as emissoras a ter até 10% de sua programação sob a forma de publicidade. A partir daí, o rádio reuniu atores teatrais, circences e cantores da época aperfeiçoando a classe artística brasileira. Até hoje provoca fascínio em quem escuta e em quem trabalha nele. 

O rádio é um forte meio de informação e entretenimento, e hoje em dois estilos: o AM e o FM, chega até milhares de pessoas todos os dias. Em Londrina, hoje existem 7 concessao de rádios FMs e 10 AMs. 

Em toda esta história, parabenizo aqui todos que como eu amam e trabalham no rádio, também a todas as emissoras de rádio deste país, e claro os parabéns se extendem aos ouvintes que se não existissem não poderia o rádio fazer 90 anos de atividade no Brasil. 

Parabéns ao Senhor Rádio pelos seus 90 anos!


AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS