Radialistas e jornalistas da Voz do Brasil estão em greve

voz do brasil, greve, ebc, temer, rimoli, direitos, tv brasil

Cerca de 70% dos jornalistas e radialistas da Empresa Brasil de Comunicação estão em greve. A EBC é responsável pela produção e execução da Voz do Brasil além de 3 agências de comunicação, 7 emissoras de rádio e 2 emissoras de TV.

A paralisação se dá devido à falta de reajuste salarial, a retirada de direitos do acordo coletivo propostos pela direção da EBC e contra perseguições políticas, censura e ameaças da parte da diretoria nomeada pelo governo Temer (PMDB) há um ano.

Reajuste salarial
A data-base das categorias é 1º de novembro. Os trabalhadores reivindicam 4% de reajuste para repor a inflação do período e perdas acumuladas mas a direção da EBC, mesmo 
após várias reuniões, não aceita reajustar nenhuma das cláusulas econômicas e oferece reajuste de 0%.

Direitos do acordo coletivo

Além da falta de acordo, a paralisação é contra a retirada de direitos como como ajuda-alimentação, auxílio às pessoas com deficiência, auxílio-creche e seguro de vida em grupo. 

A decisão de greve foi tomada dia 10 em assembleia nacional da campanha salarial, nas praças de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Maranhão, com 262 votos a favor da greve, 14 votos por nova assembleia na quinta-feira, dia 16, e nove abstenções.

Com sede em Brasília e filiais no Rio de Janeiro, São Paulo, Maranhão e Rio Grande do Sul, a EBC faz a gestão da TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil, Portal EBC, Radioagência Nacional e do Sistema Público de Rádio – composto por oito emissoras públicas federais.

Diretoria

Em uma de suas primeiras medidas no poder, Temer exonerou o ex-diretor-presidente da EBC, Ricardo Pereira de Melo, nomeando o jornalista Laerte Rímoli, que foi secretário parlamentar da Câmara Federal dos Deputados por quase 10 anos e diretor de comunicação durante a gestão do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB).

Em um ato direto, Temer também alterou o Estatuto Social da EBC que determinava o cargo de presidente da entidade ser mantido por 4 anos. Se isto permanecesse Rímoli não poderia ser nomeado. No ano passado, o presidente Michel Temer alterou a estrutura da empresa e dissolveu o Conselho Curador da EBC reduzindo a empresa a diretorias diretas.

Laerte Rimoli também trabalhou na coordenação da comunicação da campanha de Aécio Neves na eleição de 2014 e já havia sido chefe da assessoria de Comunicação Social do Ministério do Esporte e do Turismo durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e foi um dos editores do Fantástico e diretor regional de jornalismo da TV Globo no Rio de Janeiro antes dos anos 2000.

Spotify começará a vender produtos de beleza

spotify, negócios, liderança, mercado, beleza, streaming, musica

O serviço de streaming de músicas na internet, Spotifyvem buscando maneiras de diversificar sua oferta de serviços, indo além do streaming musical. Agora o Spotify está expandindo seus negócios e parte para a comercialização de produtos de beleza.

Uma parceria da companhia com uma empresa 
especializada em merchandising chamada Merchbar, já traz lucros pro Spotify desde o ano passado, vendendo produtos de artistas, mas a ideia agora é que o fã de um determinado artista compre itens que remetam ao seu visual, e os produtos de beleza entram nessa.

Inicialmente, 
para promover o lançamento da cantora americana Maggie Lindemann, serão oferecidos produtos da maquiadora britânica mais influente do mundo, Pat McGrath. Sua marca, Pat McGrath Labs, venderá, por exemplo, três tons de batom, custando US$ 22 cada, além de outros itens, como lápis para olhos.

Com a novidade, o Spotify dará aos artistas uma nova maneira de ganharem dinheiro, além da venda de direitos autorais para a oferta de suas músicas. Atualmente, o serviço de streaming conta com mais de 60 milhões de usuários pagantes, e mais de 140 milhões de usuários no total, incluindo aqueles que não pagam por uma assinatura, aceitando a exibição de publicidade entre as músicas tocadas.

Fonte: TechCrunch

ENEM com abstenções e mais uma prova polêmica

enem, jovem, Liderança Jovem, mercado de trabalho, redação, prova, aprovados, mec,

Cerca de 4,5 milhões de estudantes, dos 6,7 inscritos de todo o Brasil, realizaram neste domingo, dia 5, o primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2017. De acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e o MEC (Ministério da Educação), o número de abstenção foi de 30,2%.

Este é o maior índice desde 2009, quando o número dos que não compareceram ao primeiro dia de prova foi de 37,7%. No Paraná, 287.828 pessoas se inscreveram, sendo a grande maioria entre 17 e 18 anos.

No total, 273 pessoas foram eliminadas no primeiro dia, sendo que 264 foram por descumprimento das regras gerais do edital e nove por terem algum equipamento identificado pelos detectores de metal.

Os candidatos tiveram 5h30 para responder a 90 questões de linguagens e códigos e ciências humanas. No próximo domingo, 12, será a vez dos participantes responderem a questões de ciência da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias, com duração máxima de 4h30.

O gabarito oficial do Enem será publicado no dia 16 de novembro, no portal do Inep. Já o resultado final sai em janeiro de 2018.

Polêmica redação
Assim como foi com o tema da violência contra a mulher (2015), que foi próximo da Lei Maria da Penha completar dez anos, e o tema da Lei Seca (2013), quase dois anos depois da implantação da lei, o tema da redação do Enem 2017 também foi polêmica. 

Com o tema "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil", assunto vem de encontro com a aprovação do Estatuto da Pessoa com Deficiência, em 2015, e com as paralimpíadas de 2016.

Esta redação contou com quatro textos motivadores distintos. Um deles explicava que a linguagem brasileira de sinais passou a ser considerada a segunda língua oficial do País em 2002. Os candidatos surdos que prestaram a prova compreenderam 2.992 do total de inscritos.

A forma de correção da redação foi alvo de polêmica: após ter recurso negado no STF, MEC diz que acata decisão e que não vai anular redação contrária aos direitos humanos.
A Associação Escola Sem Partido obteve na Justiça decisão que proibiu o Ministério da Educação dar nota zero a redações com teor considerado ofensivo aos direitos humanos. A Procuradoria Geral da República e a Advocacia Geral da União tentaram derrubar a decisão, porém o Supremo Tribunal Federal a manteve.

Informações: Folha de Londrina


Fortes chuvas deixam Cambará em calamidade pública

cambara, temporal, chuvas, defesa civil, rotary, ajuda, voluntarios

Tempestades e ventanias que atingiram o estado do Paraná no último fim de semana fizeram estragos em todo o Norte Pioneiro. 

As chuvas foram fortes nas cidades de Santa Mariana, Bandeirantes e Jacarezinho, mas o município de Cambará foi o mais atingido e está em situação emergencial.

Localizado a cerca de 130 Km de Londrina, Cambará enfrentou duas chuvas consideradas temporais com raios e granizos que deixaram estragos generalizados. São muitos relatos de perdas e destruição.

O córrego Alambari transbordou, danificou perto de 150 casas e afetou a vida de cerca de 500 pessoas.

A Defesa Civil contabilizou centenas de ocorrências em Cambará onde a enxurrada invadiu várias residências, estourou muros e ainda derrubou árvores e postes. A mesma enxurrada arrastou veículos, caçambas e muito entulho, como galhos de árvores e até blocos sobre vias públicas, que ficaram parcialmente destruídas.

Várias pessoas estão desalojadas e desabrigadas. Há cerca de 200 casas danificadas em Cambará. Uma mulher de 59 anos que teve sua casa invadida pela enxurrada faleceu. A mesma chegou a ser socorrida com vida, mas teve uma parada cardiorrespiratória.

Os estragos se estenderam por todo o município. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, árvores também caíram em trechos da rodovia federal BR-369, entre Jacarezinho e Ourinhos, já no lado paulista. Em outra rodovia da região, a estadual PR-431, duas pessoas precisaram ser resgatadas pelo Corpo de Bombeiros, após o veículo em que estavam ser arrastado pelas águas. Ambas com ferimentos leves.

A Sanepar informou também o comprometimento do abastecimento de água nesta segunda-feira, dia 30. 

Com esta situação, várias mobilizações estão sendo feitas para colaborar com os moradores que estão necessitando de ajuda. Os Rotary clubes das cidades do Norte Pioneiro estão unidos no amparo aos desabrigados e arrecadando doações encaminhadas à cidade.

As doações podem ser de roupas, alimentos, colchões, móveis e até água potável.

Clique nos links abaixo dos Rotary Clubes de Londrina e mande mensagem in-box para saber a melhor forma de entregar as doações.




iPhone 8 e iPhone 8 Plus no Brasil

iphone, tecnologia, mercado de trabalho, juventude, celular, ios,

Enquanto dava o pontapé inicial para a pré-venda do iPhone X pelo resto do mundo, a Apple liberou as compras do iPhone 8 no Brasil. Ontem, sexta-feira, dia 27, as principais redes varejistas do país colocaram suas ofertas no ar.

Os preços ficaram em R$ 4.000 pelo modelo de 64 GB e R$ 4.800 pelo de 256 GB. O iPhone 8 Plus é vendido por R$ 4.600 (64 GB) e R$ 5.400 (256 GB).

A versão maior do iPhone 8 conquistou o posto de celular mais veloz da atualidade nos testes do AnTuTu, software dedicado a realizar benchmark (comparativo de desempenho) em smartphones e PCs.

O iPhone 8 Plus continua como a opção para quem curte telas maiores, com um display de 5,5 polegadas de resolução Full HD. 

Os iPhones 8 e 8 Plus empregam um processador desenvolvido pela própria Apple chamado A11 Bionic. Ele tem seis núcleos isso significa que alcança velocidades até 70% maiores do que as do iPhone 7.

Os novos iPhones tem resistência à água e recargam sem fio. Eles funcionam com o iOS 11, que já foi muito criticado quando chegou para produtos anteriores em forma de atualização.


Como de costume, os iPhones não têm compatibilidade com dual chip e não aceitam cartão de memória microSD, ou seja, os consumidores que preferiam uma memória interna de tamanho intermediário de 128 GB, ficaram na mão, por que os lançamentos do ano com apenas duas opções de armazenamento: 64 GB ou 256 GB.

E o iPhone X?

Bom, a pré-venda deste modelo que custa quase mil dólares iniciou em alguns países também nesta sexta-feira mas a data para a entrega aos consumidores deve ir além de 3 de novembro.


No Brasil, ainda não há uma data oficial da pré-venda.

Jovens consideram dispensável o uso de carro

juventude, mercado de trabalho, transporte coletivo, transito, mobilidade, mobilidade urbana, cidade, carros,

Um recente artigo no site Mundo do Marketing divulgou uma nova tendencia que há poucos anos poderia parecer impossível. 

Os jovens de hoje já consideram dispensável o uso de automóveis!

Metade dos deslocamentos nas cidades são para ir e voltar do trabalho. Apenas os paulistanos gastam três horas (20% do dia útil se deslocando). Por causa disso, 62% dos jovens consideram dispensável o uso de carro em suas rotinas.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Parar (que pesquisa sobre responsabilidade social diante dos números de acidentes de trânsito no Brasil), em 80% do dia as frotas corporativas ficam ociosas e apenas 5% é a taxa de uso dos carros particulares.

Para os jovens, um carro compartilhado tira de 15 a 20 outros das ruas. É esse grupo que tem impulsionado negócios voltados à economia colaborativa e feito ao mercado questões sobre a necessidade de realmente possuir um veículo nos dias de hoje.

Seja por questões ambientais, físicas, econômicas ou de comportamento, a forma como as pessoas se deslocam dentro das cidades está mudando, fazendo com que as empresas repensem seus negócios a partir da mobilidade.

Esse grande gargalo pode representar um diferencial competitivo para as empresas e pode ajuda-las a encontrar saídas mais inteligentes para seus negócios. 

Novos hábitos trazem novas tendências e novas tecnologias.








4 pontos importantes de se pensar sobre os jovens mortos por outro aluno dentro da escola

bullying, escola, Goiânia, jovens, juventude, mortos, tiros,

Um aluno do ensino fundamental atirou contra colegas em uma escola particular de Goiânia na última sexta-feira, dia 20, pela manhã. Dois morreram e quatro ficaram feridos. A arma era da mãe do atirador, uma policial militar.

Era por volta de 11h50, perto do final das aulas de uma escola particular de Goiânia. O ataque aconteceu na sala do 8º ano do ensino fundamental, no segundo andar do colégio.


Na sala, de cerca de 30 alunos, o atirador estava sentado na penúltima carteira da última fila encostada na parede da sala.

Segundo informações o aluno sofria bullying de um outro aluno especificamente, e após não aguentar mais a situação, aproveitou que tinha uma arma em casa para se vingar. Ele disse em depoimento que aprendeu a manusear a arma por vídeos no Youtube.

Os adolescentes Marcela Rocha Macedo, de 13 anos, Hiago Marques, de 13 anos, Lara Fleury Borges e Isadora de Morais ficaram feridos na ação e os pais, desesperados, ajudaram no socorro

Esse fato em Goiânia levanta algumas questões para pensarmos e debatermos sobre os jovens:

- Sobre a facilidade de um jovem ter acesso a uma arma.
Volta a discussão o acesso à armas pelas "pessoas de bem", pelos jovens de bem. Existe pré-candidato a presidência da republica no Brasil defendendo a distribuição de armas às chamadas "pessoas de bem" (como se fossemos definidos socialmente entre pessoas de bem e pessoas do mal). A PM confirmou que a arma usada no crime, uma pistola ponto quarenta, pertence à corporação. Aqui fica as perguntas: Se este garoto de 14 anos que atirou nos colegas de sala não fosse filho de um casal de policiais militares e sim filho de "pessoas de bem" com porte de arma, não teria o mesmo acesso à arma? 

- Sobre a violência nas escolas públicas.

Muitos relacionam a violência com escolas públicas e com periferias, somente. É obvio que a violência, hoje em dia, está em todo lugar. Neste caso, o autor e as vítimas foram alunos de uma escola particular. A violência é uma situação real não somente nas escolas de todo o nosso país como em quase todos os ambientes que o jovem frequenta, sendo ele o protagonista na ação ou quem sofre a violência cotidiana. Não seria a hora de dar a importância necessária e discutir segurança pública diretamente com o jovem?

- Sobre as inspirações dos jovens hoje em dia.

O autor dos disparos disse à polícia que agiu inspirado em massacres como o dos Estados Unidos, e o de Realengo, no Rio de Janeiro. Esta é a inspiração de um jovem de classe média-alta, que frequenta escola particular. Não devemos fechar os olhos quando jovens de periferia cometem algum ato infracional e se percebe que a justificativa de "inspiração" é o ambiente que o cerca, muitas vezes o tráfico e a violência doméstica. Nisto poucos acreditam. É natural da juventude esta situação de inspiração ou de reflexo da realidade social. A realidade deste jovem especificamente prova que sim, a sociedade cria o criminoso que ela condena, seja na no meio social que for.

- Sobre o bullying.

É preciso discutir sobre o bullying. Conversar com jovens, crianças, adolescentes em todos os lugares. Conversar sobre esta ação que infelizmente é comum e cotidiana em escolas, universidades, locais de trabalho, feitas com relações físicas ou hábitos das pessoas.
Conversar sobre o bullying é trazer às claras sobre não praticá-lo, e se não houver controle momentâneo desta prática sobre o fato de não levá-lo tão a sério, com consequências drásticas como esta.
Quando se dá uma repercussão tamanha como se dá para a prática do bullying, se ressalta até mesmo aos que antes não reparavam, não levavam a sério, ou não percebiam. A partir disso todos vêem o bullying  com outros olhos. Inclusive quem o sofre.

Programa Aqui Tem Jovem | Peregrinação




Seguindo a tradição da colonização portuguesa e a religião católica predominante no país, na próxima quinta-feira celebramos no Brasil o dia de Nossa Senhora Aparecida.

Escolhida como a padroeira do Brasil, uma das característica das aparições de nossa senhora e nas datas de celebração são as peregrinações. Conversamos com um experiente nesta área.

Caco Braile é proprietário da TS Brasil, empresa especializada em peregrinações internacionais que a mais de 26 anos faz peregrinações por santuários marianos por todo o mundo.

Braile nos falou da diferença de uma viagem convencional e uma peregrinação. Sobre religiosidade, falamos também dos outros santuários marianos existente no mundo e das características de peregrinações de outras religiões.


Sintonize 107,9 FM ou clique aqui para 
ouvir o programa na reprise sábado 14/10 das 14:00 às 15:00h.

MÚSICAS DESTE PROGRAMA:
ROBERTO CARLOS - CANZONE PER TE (Pedido do entrevistado)
MAMA QUILLA - VIRTUDES

Programa Aqui Tem Jovem | Veganos e vegetarianos


Domingo, dia 08 de Outubro, teremos em Londrina a Marcha da Defesa Animal, um evento nacional que será realizado em nossa cidade pelo terceiro ano.

Sobre o mundo dos veganos e vegetarianos falaremos com com Nicole Khouri e Bruna Ontivero. As duas também são idealizadoras do evento Veg Day que em breve será realizado em nossa cidade.

Nicole também trabalha com comunicação gastronômica e tem um projeto chamado Ateliê Vegano ao qual deu origem a página Comida Vegana. 

As duas conversam conosco sobre estes projetos e a vida dos veganos e vegetarianos.

Sintonize 107,9 FM ou clique aqui para ouvir o programa na reprise sábado 07/10 das 14:00 às 15:00h.



MÚSICAS DESTE PROGRAMA:

PABLLO VITTAR - CORPO SENSUAL (Pedido do entrevistado)
HOCUS POCUS MACHINE - BLAME 

Racismo ou ironia?

José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca

Muitas coisas que revelam verdadeiras opiniões podem ser ditas em tons de brincadeira ou antes da famosa frase: Eu só estava brincando! 

Seria o que aconteceu neste caso?

O promotor de Justiça de Mandados de Segurança do Ministério Público do Estado de São Paulo, José Avelino Grota, fez uma postagem entre os dias 25 e 26 de agosto, em um grupo no Facebook chamado 'MP/SP Livre' falando de pobres, negros, babás e pessoas feias.

Em seu longo texto, o promotor faz um "convite à reflexão" e descreve alguns detalhes que o levaram a ser denunciado à Corregedoria e à Procuradoria-Geral de Justiça por racismo.

O texto gerou polêmica, primeiro entre promotores de SP, e após isso em toda internet. A publicação foi divulgada em primeira mão pelo jornal Estadão e depois da repercussão, Grota afirmou que o texto era uma ‘ironia’ contra a decisão que arquivou sobre o uso obrigatório do uniforme branco para babás em clubes de lazer.

Leia abaixo trechos do texto do promotor:

“Analisei, ponderei e cheguei a algumas conclusões. Vamos a elas. Pobre, em regra, é feio; babá, em regra, é pobre; logo, babá, em regra, é feia”.

“Quanto ao pobre, coitado, nasce feio e morrerá feio porque não tem dinheiro nem para comer direito”.

“E negro, como todos sabem, tem o péssimo costume de não dar muita atenção à higiene – tanto do corpo quanto da roupa.”

“Em primeiro lugar, o branco é a cor da pureza, e, ao usar roupa branca, a babá, que é feia, se transforma, ficando um pouquinho menos feia – porque pureza não combina com feiura e, assim, passamos a dar mais atenção ao puro branco da roupa do que à feiura de quem a veste.”

“Em segundo lugar, roupa branca é a que suja com mais facilidade, e, desse modo, o patrão da babá verá mais nitidamente se a empregada está ou não limpa – e, se não estiver, ordenará imediata troca de roupa, precedida, é claro, de um banho, o que tornará a babá menos fedentina. Em terceiro lugar, roupa branca esquenta menos; portanto, a babá suará menos; por conseguinte, federá menos.”

“Em quarto lugar, como geralmente repugna ao bonito dar de cara com o feio, o uso de roupa branca permitirá aos mais sensíveis desviar-se a tempo do caminho, evitando encarar a feia criatura que verga o traje branco.”


“Em quinto e último lugar, a roupa branco também serve para que os novos capitães-do-mato, que nos clubes de ricos, são chamados de seguranças (e, mesmo sendo, em regra, negros, usam roupas pretas), possam ficar de olho nas babás, não para fins libidinosos, como é próprio dessa gente, mas para cuidar de que elas não se sentem em lugares proibidos a babás, não entrem em lugares vedados a babás e mesmo não comam e não bebam comidinhas e bebidinhas que babás não podem e não devem comer e beber.”


José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,
José Avelino Grota, promotor, são paulo, racismo, ironia, babas, roupa branca; liderança jovem,






Estudantes podem ter aula de primeiros socorros

primeiros socorros; escolas; jovens; senado; projeto;

Um Projeto de Lei em tramitação prevê aulas de primeiros socorros nas escolas públicas de todo o país.

O projeto no Senado quer alterar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação para inserir aulas de primeiros socorros nas escolas com argumento que o primeiro atendimento, ou os primeiros socorros, são primordiais na hora de salvar uma vida.

As aulas ministradas serão teóricas e práticas como: massagem cardíaca, imobilização de fraturas e outras atividades de socorro imediato.

A proposta ainda quer inserir o conteúdo nas turmas que estão no fim do ensino fundamental e no início do médio. As aulas e atividades ficarão a cargo do Corpo de Bombeiros estadual.

De acordo com os senadores, o projeto segue uma tendência mundial, como, por exemplo, na União Europeia que vai começar a exigir conhecimento de primeiros socorros para jovens que vão tirar a careira de motorista.

O projeto já foi debatido na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal e ainda será debatido na Câmara dos Deputados.

IV Conferência Municipal de Juventudes de Londrina.


Começa hoje, a IV Conferência Municipal de Juventude de Londrina. Com o tema “Juventudes: Democracia e Inclusão”, a conferencia discute a política municipal de atendimento à juventude, e elege os novos membros para o Conselho Municipal de Políticas para a Juventude (Comjuve) para os próximos dois anos.

A eleição de representantes da sociedade civil para o Comjuve irá selecionar 21 novos conselheiros titulares, e 21 suplentes. Também está prevista a apresentação dos sete representantes do poder público que compõem o conselho, totalizando os 28 conselheiros municipais de juventude de Londrina.

Durante a abertura oficial do evento, adolescentes e jovens moradores do bairro União da Vitória farão uma apresentação cultural. Eles participaram de projeto de extensão desenvolvido pela professora doutora Regina Escudero, da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Este projeto será trabalhado com os jovens da conferência no sábado (30), com a oficina “Comunicação Pública na Democracia e Inclusão do Jovem e os Segmentos Sociais”.

Além da eleição do Conselho Municipal, a conferência é uma oportunidade para debate e propostas de soluções para as questões que afetam a juventude da cidade, uma vez que serão debatidos direitos, deveres e políticas nos temas divididos para trabalhos na conferência: Juventude da Educação, Religiosa, de Minorias Políticas, do Campo, da Saúde, Cultural, e Comunitária. Após os grupos de debate nestas áreas, haverá a composição do relatório final que será apresentado ao poder público após a conferência.

Hoje, sexta-feira, a conferência inicia às 19 horas, e amanhã, sábado, às 9 da manhã. Na primeira hora destes dois dias os participantes podem se inscrever como observadores. Os delegados da conferência e candidatos ao conselho, foram inscritos de 20 de agosto à 21 de setembro na FEL, Fundação de Esportes de Londrina.

A Conferência será realizada no auditório da Super Creche, o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Valeria Veronesi, situado na Rua Benjamin Constant, 800, ao lado do Museu Histórico de Londrina.




Programa Aqui Tem Jovem | Abalos sísmicos




Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, um terremoto de magnitude 5,7 atingiu o México na manhã do último domingo, dia 24. Este tremor foi no litoral Oeste do país, a 71 quilômetros ao Sul-Sudoeste da cidade de Paradéon, no estado de Chiapaspor.
Este é o terceiro dentro da mesma semana. O país já vinha de um outro terremoto de magnitude 6,2 no sábado e um abalo sísmico que deixou 293 pessoas mortas na terça-feira anterior.

Aqui no Brasil, na madrugada da segunda-feira da mesma semana um tremor de terra de magnitude de 3,5 na escala Richter atingiu a região de Rio Branco do Sul e Itaperuçu, aqui no estado do Paraná.

Sobre estes tremores e suas consequências conversamos com o Geólogo, Prof do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina.

Sintonize 107,9 FM ou clique aqui para ouvir o
programa na reprise sábado 30/09 das 14:00 às 15:00h.



MÚSICAS DESTE PROGRAMA:

CHICO BUARQUE - CONSTRUÇÃO (Pedido do entrevistado)
SARARÁ CRIOLO - MAS QUE NADA

Rádios podem ser obrigadas a tocar músicas religiosas

radio, musica, gospel, evangelica, obrigatoria, religiosidade

Rádios de todo país podem ter que incluir obrigatoriamente música religiosa durante as suas programações.
As emissoras que desobedecerem podem ter que pagar multa diária e sofrer interrupção do sinal da por até 30 dias no caso de reincidência.
A iniciativa se baseia no artigo 221 da constituição federal que estabelece a promoção da cultura brasileira através da música nacional.
O projeto tramita na câmara dos deputados e tem como autor o deputado, Franklin, do PP de Minas Gerais,  que é evangélico.
Ele argumenta que o público religioso no país não é contemplado pelas programações das rádios.

A princípio a lei deve atingir as emissoras públicas brasileiras.

Brasileiro é vítima de uma fraude a cada 17 segundos

fraude, brasil, 17 segundos, roubo, internet, dados, cuidado, mercado de trabalho

Uma pesquisa, no mínimo curiosa, feita pela Serasa mostrou que o brasileiro é vítima de uma fraude a cada 17 segundos.

Só no primeiro semestre deste ano foram mais de 950 mil tentativas de fraude. Este número chega a ser sete por cento maior que no último ano.

Segundo a pesquisa, os tipos mais comuns de fraude são as ligadas a telefonia, quando os criminosos usam normalmente dados do consumidor para comprar celular ou abrir contas, ou também é comum que façam cartões de crédito falsos ou até abram empresas com os dados roubados.

Formas fáceis de cair em golpes ou fraudes são, por exemplo, perder os documentos, dar informações pessoais a desconhecidos ou então clicar em links não confiáveis na internet.
Para evitar cair em fraudes, principalmente na internet, é bom sempre desconfiar de sites e links recebidos, mesmo que eles venham no e-mail pessoal.

Na dúvida, o melhor é não clicar em nada e entrar em contato com a empresa que enviou o e-mail ou a mensagem.

Programa Aqui Tem Jovem | Cura Gay





Em 1999, depois de uma polêmica discussão, uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) proibiu psicólogos oferecerem pseudoterapias de reversão sexual, popularmente chamadas de cura gay.


No último dia 15, o juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara do Distrito Federal, concedeu uma liminar que, na prática, determina que o órgão altere a interpretação de suas normas e autorize este tratamento alegando que "a homossexualidade constitui uma variação natural da sexualidade humana, não podendo ser, portanto, considerada como condição patológica".

Para falarmos deste assunto, conversamos com o psicólogo clínico com estudos em psicanálise, Valdemir Leonardi. Abordamos termis técnicos, preconceito e o efeito destas polêmicas com jovens, pais e toda a sociedade.


Sintonize 107,9 FM ou clique aqui para ouvir o
programa na reprise sábado 23/09 das 14:00 às 15:00h.



MÚSICAS DESTE PROGRAMA:

PAA (Pedido dos entrevistados)
VITOR CONOR - DIGNIDADE E RESPEITO
MONTAUK - NAUFRAGUE POR AQUI


AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS