Twitter, Juventude e os nordestinos.

11:48 Bruno Cardial 0 Comments

Uma grande polêmica começou na internet depois do domingo que decidiu o futuro do Brasil nas eleições 2010. A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) teve a maioria de seus votos na região nordeste do país, levando à revolta alguns de seus oponentes.

A estudante de direito Mayara Petruso, foi flagrada insultando nordestinos em seu twitter com frases como: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!". Mayara, que virou celebridade na internet depois de ter publicado esta mensagem no domingo, dia 31, é agora acusada de iniciar esta série de ataques contra os nordestinos, que teve o incentivo de mais jovens continuando a postar na internet outras ofensas como: "Tinham que separar o Nordeste e os bolsas vadio do Brasil" e "Construindo câmara de gás no Nordeste matando geral".

Por consequência disto, os internautas nordestinos reagiram criando hashtag "#orgulhodesernordestino" e levando-a para os Trending Topics mundial, como o assunto mais discutido no Twitter. O assunto virou um verdadeiro ciber-embate xenofóbico entitulado "Embate Norte/Nordeste x Sul/Sudeste"

Um Tumblr foi criado com o intuito de coletar todas as twitagens na exposição clara do preconceito contra os nordestinos após as eleições. Porém, com alguns comentários xenofóbicos dos nordestinos em relação às pessoas de outras regiões, decidiram ampliar o foco e abordar toda e qualquer manifestação de cunho discriminatório, descreve o próprio site: clique aqui e confira

Resultado:
A Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pernambuco, entrou nesta quarta-feira (03/11) com uma representação criminal contra a estudante Mayara Petruso. Segundo o presidente da OAB-PE, Henrique Mariano, "é inadmissível que uma estudante de Direito tenha atitudes contrárias à função social da sua profissão. Como alguém com esse comportamento vai se tornar um profissional que precisa defender a Justiça e os direitos humanos?”. A estudante deverá responder por crime de racismo (pena de dois a cinco anos de prisão, mais multa) e incitação pública de prática de crime (cuja pena é detenção de três a seis meses, ou multa), no caso, homicídio.



Independente de posição social ou região geográfica, discrinação é crime! E todos que colaboram nesta briga sem sentido podem ter contra si a mesma representação que Mayara recebeu. Este Blog é contra este, e qualquer outro tipo de atitude racista e também está na campanha "Xenofobia Não!". Colabore, twite, poste, enfim... divulgue esta idéia. A internet é um meio de comunicação que deve ser bem melhor utilizado.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS