Politica e futebol com a mesma didática!

13:53 Bruno Cardial 0 Comments


Uma sequência de vitórias - Copa América, das Confederações, classificação com 3 rodadas de antecedencia, vitória sobre a Agentina e Uruguai depois de mais de 30 anos - e confiança fez-se consolidar um grupo de jogadores e esportistas cujo influenciou o técnico da seleção brasileira Dunga na convocação da seleção para a copa deste ano.

Uma equipe mais envolvida com "Paixão e Vontade", estas foram as palavras do técnico ao definir o porque destes nomes. Revelações não foram escolhidas porque não é um momento de testes e nem de pensar em 2016, mas sim no hoje. Apesar de Dunga falar de patriotismo na coletiva, a convocação tão aguardada não prestigia os times do país, somente Robinho, Gilberto e Kleberson estão atualmente jogando em times brasileiros, sendo que Robinho ainda temporariamente (ou seja, outros 20 estão fora).

Assim o futebol assemelha-se a política.

O líder quer sempre um grupo que o leve à vitória e que seja fiel, mesmo ele - o líder - não o sendo. Os que não cabem no "número" necessário, ficam de fora e têm que entender. Simples assim!

"De nada adianta se interessar pela seleção nos últimos 20 dias", esta foi uma frase do Dunga hoje, se trocarmos as palavras 'seleção' por 'partido' e 'últimos 20 dias' por 'campanhas', já sabe-se bem do que está falando.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS