Lugar de político é no Rádio e na TV

11:48 Bruno Cardial 0 Comments


Nas campanhas eleitorais para prefeito e vereador, cidades com cerca de 20 mil eleitores como Ibiporã, Cambé, Rolândia, Arapongas e Apucarana assistem na TV os candidatos das maiores cidades próximas, onde estão localizadas as sedes das emissoras de televisão responsável pela geração do horário político local.

Mas de acordo com o JL de hoje, estas cidades podem ter a chance de acompanhar a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão com os candidatos do próprio município tanto em primeiro, quanto em segundo turno.

Isto porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve votar nos próximos dias uma resolução que prevê a transmissão do horário eleitoral “personalizado” nas cidades com mais de 20 mil eleitores. Se aprovada, a resolução muda a transmissão do horário eleitoral gratuito em 63 cidades no Paraná. 

Na região de Londrina, Cornélio Procópio, Bandeirantes, Astorga, Santo Antônio da Platina e Jacarezinho também seriam beneficiadas pela novidade.


A mudança parece em primeiro momento benéfica, mas implica em uns efeitos colaterais como valores e articulações. Uma produção de rádio e/ou TV por mais simples que seja, necessita de custo razoável, comsequentemente um "encarecimento da campanha. Sem contar que um dos maiores motivos das coligações nas eleições é o tão famoso tempo de TV.


Imagina como ficará esta briga nas cidades menores.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS