O agregador de Valores, de marcas, de mídia. De tudo o que aparecer!

16:30 Bruno Cardial 0 Comments

Minha coluna deste mês para a revista:

 Neymar é a personalidade mais valorizada do país, desbancando atores e cantores que se apresentam em mais que 90 minutos.

Confesso a você, leitor, que estava me segurando para não escrever so­bre este jogador, mas não tem jeito, em 2011 não há como falar de es­porte, comunicação, marketing e não falar de Neymar.
No mundo da informática, fala­-se muito de agregador, um progra­ma utilizado para que o usuário de qualquer tecnologia receba várias informações diferentes “filtradas” e organizadas. Ou seja, ele trabalha como um imã de informações. Po­demos também chamar o menino da Vila de agregador, obviamente não de informações, mas de marcas, pa­trocinadores, investidores, mídia ou simplesmente de olhares.
Neymar Júnior, ou NJr92, sua mar­ca, está sendo comparado na Copa América com Lionel Messi, o argen­tino melhor jogador do mundo que faz parte do time que é o melhor do mundo na atualidade, o Barcelona. E essa comparação rende até uma ne­gociação com o principal adversário do time espanhol, o Real Madrid.
Porém, não são somente os olhos dos times espanhóis que estão vol­tados a ele. 


 Tenys Pé Baruel, Nex­tel, Panasonic e Red Bull são marcas que despendem de um alto aporte financeiro para estar com Neymar. Seu empresário, seu time, seu pai, a agência do jogador Ronaldo (e dizem nos bastidores que mais algumas pessoas) fazem controles e pers­pectivas de trabalho com marketing, transações comerciais e negociações de passe. Uma superprodução!
O que completa, nesse caso, é a própria mídia. A Globo, que tem re­ferência e influência no esporte na­cional e internacional, tratou logo de investir na imagem do garoto, real­çando suas participações e particu­laridades e minimizando seus erros, assim como fez com Ronaldo, que­rendo já “preservar a criação” da imagem de um novo fenômeno.
Com toda essa equipe, não há como ficar fora do valoroso ciclo de negociações do futebol. Mas pode­mos também, até mesmo os que não gostam muito do jogador, aceitar que realmente o rapaz tem um fute­bol excelente. Jogando em um time que já atrai olhares pela fama de re­velador e por ter sido o time do auge de Pelé, sua habilidade foi mostrada e essa monstruosidade de “papari­cação’’ caiu praticamente no colo do menino que ainda tem, no mínimo, dez anos de futebol profissional.
Imagine aonde pode chegar Ney­mar, ou aonde vão chegar com ele. Há jogadores no Brasil tão habilidosos quanto, porém a bola da vez por muito tempo vai ser ele, hoje o maior agre­gador de dinheiro deste país.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS