Vereador inicia o fechamento de escolas que emitem diplomas falsos.

09:39 Bruno Cardial 0 Comments




O vereador Roberto Fú (PDT) tem investigado, desde julho, junto os órgãos relacionados à educação e o puder público de Londrina, alguns cursos que segundo denúncias, oferecerem o diploma de conclusão do ensino fundamental e médio, mas estes não são reconhecidos pelos órgãos competentes.

Uma confirmação do Núcleo Regional de Educação emitida no mês passado já mostrava que cursos como: Cursos.com, Curso Paulistec, Atalho e Mega, não pediram autorização para funcionamento. Ou seja, os diplomas obtidos pelos alunos nesses cursos não são reconhecidos.

Assim, o vereador se reuniu na manhã de sexta-feira (20) com o Núcleo Regional de Educação, Conselho Estadual de Educação, Ministério Público, PROCON e a Polícia Civil. Nesta reunião, as autoridades discutiram a organização de uma operação conjunta com relação a esses cursos.

No mesmo dia, a Secretaria de fazenda já interditou a Curso.com, localizada na rua Bahia, centro da cidade. Apesar da infração não ter valor alto (em torno de R$800,00) a escola responde processo junto ao PROCON por propaganda enganosa.

Para ter um diploma entre 60 à 180 dias, o valor varia de R$500,00 a R$1.000,00.




Apesar de já ter sido interditado, o Curso.com respondeu pelo diretor Algacir Gimenes afirmando que o curso é “preparatório” e não emite certificados. Segundo ele, o aluno é orientado a fazer as provas nas escolas credenciadas no sistema oficial de ensino, que garantem o certificado.

No Paulistec, o diretor Mauro de Napole, disse que não precisa da autorização “porque é um curso livre e não emite certificado de conclusão”. Segundo ele, trata-se de um “curso preparatório”. “Quando termina a fase preparatório o aluno é orientado a procurar as escolas públicas estaduais ou particulares credenciadas para fazer as avaliações finais”, declarou.

No Curso Mega, uma secretária eletrônica informa o funcionamento do curso: “primeiro e segundo grau em oito meses”, diz a gravação.

No Curso Atalho, a gravação da secretária eletrônica anuncia “supletivo de primeiro e segundo grau”.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS