Um jovem protagoniza a política de Londrina sem quase ninguém perceber

11:05 Bruno Cardial 2 Comments


Assisti uma história interessante nos bastidores da política nos últimos anos que gostaria de compartilhar.

Bruno Ubiratan é o presidente do partido que elegeu Marcelo Belinati e derrotou o grupo Kireefista em Londrina. O Advogado de apenas 30 anos foi um personagem no mínimo curioso no processo político inédito de Londrina em 2016, mesmo não sendo candidato e não aparecendo ao público geral. Mas a história tem uma pitada de passado:

Bruno Ubiratan carrega no DNA a influência política de seu pai, o cidadão honorário de Londrina Paulo Ubiratan. Paulo era jornalista e gozava de grande respeito e influência no meio político. O jornalista faleceu em 2010 quando era diretor de jornalismo na Rádio CBN-Londrina. Bruno já transitava na política.
Em 2011, o jovem que era filiado ao PMDB de Londrina e foi presidente da juventude daquele partido, se uniu ao grupo que evadiu do PMDB pra trabalhar na criação de uma nova proposta.
Este grupo, posteriormente, veio criar o PSD de Londrina, e tinha como principal figura Alexandre Kireeff, também dissidente do PMDB, recém saído da segunda presidência da Sociedade Rural do Paraná e com pretensões de candidatura ao Legislativo Federal.
Em 2012 fundaram o PSD, inclusive com solenidade na própria Sociedade Rural onde Kireeff sempre transitou livre e com apoio. Bruno Ubiratan que circulava na assessoria deste período de expectativas de candidatura, no mesmo PSD se lançou candidato a vereador em 2012, fazendo mais de mil e duzentos votos além de fazer campanha e trabalhar no escalão alto da campanha de Alexandre Kireeff.
Porém, mesmo sendo um dos fundadores do partido, parece que Kireeff não “apostou” no jovem que o acompanhava há tempos, ou simplesmente não fidelizou o companheiro de caminhada na sua gestão de prefeito. A fidelidade na política às vezes pode lhe custar caro, mesmo à longo prazo. Não posso dizer aqui que houve algum desejo de vingança. Mas também não dá pra dizer que não há.

Após idas e voltas na caminhada política, vê-se em 2016, Bruno Ubiratan presidente municipal do Partido Progressista, PP, principal rival de Kireeff (tanto que articulou uma “frente” de oposição à Marcelo Belinati).
Muitos da política sabem que presidente de partido sempre tem papel fundamental na articulação política, criação de nomes, na coordenação das chapas e da campanha.
O PP, presidido por Bruno, vence a rivalidade, elege pela primeira vez (e em primeiro turno), o seu primeiro prefeito em Londrina e já tem no mínimo mais de um terço da câmara, fazendo 7 vereadores em 4 partidos de base.

Votos são votos. Em uma eleição somente o eleitor pode mudar tudo e nada é exato. Porém, a vitória política de alguns pode ser muito mais tratada como uma resposta a algumas ingratidões e infidelidades no decorrer da caminhada. É a política!

2 Coment's :

Este comentário foi removido pelo autor.

Parabéns, Bruno. Sucesso merecido.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS