Da internet pras ruas; E de volta pra internet.

18:43 Bruno Cardial 0 Comments


Ao todo foram mais de 200 mil pessoas caminhando pelas ruas das principais cidades do país, protesto assim, não se via desde 1992 quando as mesmas desde a mobilizações retiraram o presidente Fernando Collor do poder. 

Hoje são os comentários, julgamentos e opiniões, mas ontem, o distrito federal e 11 estados com suas capitais além de algumas principais cidades, sentiram que o povo é sim capaz de sair da frente dos computadores e ir manifestar sua indignação com cartazes, megafones e faixas nas caminhadas e passeatas. 

Ao contrário do que se foi dito nos últimos 10 anos, a tecnologia e as redes sociais não prenderam a juventude, e foram sim as impulsionadoras destas ações, já que, assistindo o que acontecia nas maiores cidades as menores se encorajavam e imitavam num tom de “vocês não estão só”! 

Se a Juventude já tinha poder com uma vagarosa e distante comunicação, agora com a informação instantânea, não há o que a segure. Campanhas são criadas a todo tempo, para que os manifestantes tenham as ações de protestos divulgadas. 

Quem convoca usa as palavras chaves #vemprarua e #ogiganteacordou, quem acompanha, é convidado pelas tags #vemprajanela #liberawiifii #nãoestásó #PorUmBrasilOnde #AcordaBrasil  #MudaBrasil. 

Ao final, quem não está na janela nem nas ruas, compartilha as músicas motivadoras, os textos, as reflexões e as fotos marcados com #OBrasilAcordou #mudabrasil #BrasilQuerMudanca #TodosUnidosPorUmBrasilMelhor  #VerásQueUmFilhoTeuNãoFogeALuta.

“Enquanto estiverem lá estaremos aqui, o que fizerem lá, faremos aqui”... É mais ou menos esse o pensamento do jovem de hoje, o da rede social. 

É certo que enquanto alguns fazem, outros somente compartilham, mas não podemos reclamar desta "re-revolução" que já toma conta deste início de século. 

Como a rede social contagia fácil, não demora muito para que este viral (o do “Levanta e vem pra rua”), tome conta de 100% dos jovens. Culpa da internet, pra qual eles voltam depois pra contar como foi a experiência.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS