Há 85 anos, jovens morriam por uma constituição e pela liberdade do Brasil. Isto não pode ser esquecido

11:50 Bruno Cardial 0 Comments


Você já ouviu falar de MMDC? 

Lembra na escola de ter lido sobre Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo?

Rapidamente lembrando: 

Em 1932, Getúlio Vargas, mesmo derrotado pelo paulista Júlio Prestes nas eleições presidenciais de 1930, após um golpe de Estado, ocupava a presidência da República em um governo provisório.

Os paulistas decidiram armar um levante e derrubar a ditadura de Vargas, lutando pela volta de uma constituição e um país mais democrático. Durante uma manifestação contra o governo em São Paulo, 14 jovens manifestantes constitucionalistas morreram. A morte deles foi o estopim de uma revolta paulista contra o governo e a favor de uma constituição.

Na época, entre todos os mortos, apenas quatro estudantes de haviam sido identificados: Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo. As iniciais de seus nomes formaram a sigla MMDC, que se transformou no símbolo da luta. 

Hoje, dia 23 de maio, é uma data de extrema importância para a democracia brasileira, é o dia da comemoração da Juventude do Movimento Constitucionalista de 1932. Não fosse este momento, a revolução constitucionalista não haveria conseguido se firmar, não teríamos posteriormente uma assembleia constituinte e enfim, novamente eleições.

Jovens morriam para dar ao país a liberdade de escolha que temos hoje, a liberdade de decisão, e mais, jovens morriam lutando por um país que não podia se render à decisão de poucos.

Indignados, os jovens desde sempre souberam que o poder concentrado nas mãos de quem rema contra a democracia, rouba direitos, obstrui vidas e destrói o país. 


85 anos depois, a política é livre e democrática?
E a juventude ainda tem os mesmos pensamentos e as mesmas atitudes?

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS