Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder.

02:02 Bruno Cardial 0 Comments

Um beve tempo, marca a mudança do que por tanto tempo se solidificou como uma idéia de futuro, de perenidade e de certeza que esta quase me convenceu ser eterna. Mas começando a sonhar em poder viver algo que mudaria esta trajetória, viajei.

Um beve tempo, marca mesmo que por brincadeira, a presença de uma realidade utópica fazendo minha mente começar voltar desta viagem e realizar uma seqüência de decisões e conseqüências, ora inconseqüentes, ora responsáveis, e por serem assim não deixaram de ser dolorosas demais.

Em um beve tempo, estas decisões começaram a ser criadas como longos fardos que só poderiam ser aliviados depois de arcada com a totalidade das mudanças resultantes destas, que por sinal ainda não se concretizaram;

Em um beve tempo, comecei a analisar e lembrar que mudanças nada mais são que processos e processos constantes.

Em um beve tempo, a vida e o conto de fadas se fizeram tão próximos que me fizeram acreditar neles como se realmente pudessem ser como eu queria. Tanto a vida, quanto o conto de fadas, que tem uma semelhança entre sí. Nenhum é assim pelo fato de que, quem os escreve poder fazer sua concretização variante. Você escreve seu conto de fadas, e você escreve sua vida!

Em um beve tempo, pensei em viver algo novo, diferente, até inacreditável, e o paradoxo da realidade serve de cara como a experiência de viver e ter a plena certeza de que o futuro realmente é incerto.

Em um beve tempo, mesmo que iniciando a plantação de uma grande floresta, a certeza de desfrutar da sombra de todas as árvores foi tão milagrosamente grande que fez a lembrança da realidade de ter que plantá-las não ser tão desanimadora e impaciente como devia.

O valor de algo se constrói pela dificuldade que você tem para conquistá-lo, e vale tanto a pena desfrutar deste valor quanto caminhar nesta conquista.

Em um beve tempo, você me fez ver a vida como sempre deveria ter sido. Mas se assim tivesse, não teria sido tão especial quanto foi vê-la com sua ajuda. Não sei se a vida e o conto de fadas podem ter algo que se diz “pra sempre”, e se podem não devem ser somente no final.

Em um beve tempo, comecei a perguntar se responsabilidade é mesmo antônimo de irresponsabilidade? conseqüência de inconsequência? Não dá para viver os dois lados um pouco de cada vez? Conciliar a delícia do amor e a responsablidade do compromisso com a adrenalina da incerteza e a escuridão da inconseqüência?

Até dá, e é tentador, mas não são muitos que conseguem pois neste equilíbrio sensato poucos acreditam e menos ainda são capazes de executar. Pense bem se você é! E se estiver com muita vontade de ser, siga estas duas frases deste grande líder:

“Não há razão para não seguir o seu coração. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder.”

“Não deixe que o barulho da opinião dos outros, cale o seu próprio coração e a sua intuição. Eles, de alguma maneira já sabem o que você realmente quer"


Steve Jobs















AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS