Propaganda é a alma do negócio

10:41 Bruno Cardial 0 Comments


Brasileiro e futebol, não preciso nem citar como são harmoniosas entre si estas palavras. Mas todos já perceberam que o que era pra ser o maior espetáculo já visto em nosso país, pela obviedade do fato, está se tornando em um pesadelo enorme para muitos.

Uma grande onda de negação em nosso país tomou conta do que seria a maior atração dos últimos tempos, a copa do mundo no Brasil. Redes sociais, passeatas, organizações sociais, enfim, vários meios contra a copa vem tomando cada vez mais corpo e trazendo uma grande preocupação aos organizadores, Governo Federal e Confederação Brasileira de Futebol.

Para isto, o governo vai tentar neutralizar estas campanhas negativas contra a Copa do Mundo, que diga-se de passagem são somente feitas pelos meios informais, já que comercialmente todo mundo tem uma propaganda positiva para "vender seu negócio" na Copa.

Três agências de publicidade foram chamadas para mostrar imagens positivas do evento em modo geral favorecendo o governo e mostrar em campanhas publicitárias que os altos gastos na copa servirão sim para o futuro do nosso país.

Servicinho ingrato este, eu diria, já que em uma pesquisa bem recente, mostra que a aprovação da copa do mundo no Brasil caiu de 79% (Novembro de 2008) para 48% (Abril de 2014) enquanto que neste mesmo período a reprovação aumentou, de 10% para 41%.

Esta decisão com certeza veio de uma discussão intensa na alta cúpula, de como associar a imagem da presidente Dilma, às vésperas de uma reeleição, a um evento que está sendo reprovado na opinião de mais da metade dos brasileiros, sem contar as manifestações.

Há um jeito, a mente fácil de persuadir e a memória curta dos Brasileiros. Se hoje, Abril de 2014 o número de brasileiros que acha que esta copa dará mais prejuízos do que lucros, em junho do ano passado, no auge das manifestações e dos protestos de rua, a aprovação estava em 65%. Então não está tão longe, e não vai ser tão difícil assim.

O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, claro, é um dos que acredita na campanha publicitária como uma defesa, já que a Copa "está sendo muito atacada nos noticiários". Outro que só enxerga positividade nos números é Ricardo Trade, diretor-geral do Comitê Organizador Local da Copa, Trade vê que o número de 48% que são a favor, ainda é maior que os 41% contrários. Só enxerga mesmo o que ele quer ver!

Além dos anúncios positivos sobre o torneio, autoridades do governo serão escaladas para dar, obrigatoriamente, entrevistas e esclarecimentos nas rádios, nos jornais e revistas. Assim, daqui pra frente todos os brasileiros vão começar a ouvir só coisas boas sobre a Copa, das cervejas, das marcas esportivas, de muitos outros produtos relacionados aos esporte, e também em propagandas do Governo, afinal bem sabemos que a propaganda é a alma do negócio!





AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS