Adolescentes e as plásticas

19:12 Bruno Cardial 0 Comments


Educadas por programas nada educativos nos canais de televisão e na internet, as adolescentes se sentem cada vez mais "fora dos padrões de beleza", o que traz uma enorme rejeição ao próprio corpo.

A perigosa confirmação disso, é o número de cirurgias plásticas e corretivas nas jovens entre 14 e 18 anos ter aumentado 141% nos últimos quatro anos.


Ainda neste período, os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) mostram que o número de procedimentos nesta faixa etária passou de 6% para 10%. A lipoaspiração é a preferida pelas meninas, e pelos meninos a de redução das mamas.

É comum hoje uma dificuldade grande dos pais de conversar e principalmente contrariar os filhos jovens, daí a atenção no caso. Não se realizam procedimentos como estas cirurgias sem consentimento e autorização dos responsáveis, que muitas vezes atendem ao 'agrado' e prejudicam o futuro dos próprios filhos.

É preciso ser dirigido pelas opiniões de diferentes profissionais para que o adolescente e a família se sintam seguros na hora de marcar a cirurgia, se esta for mesmo necessária. As cirurgias de correção e relacionadas à saúde são fáceis de serem decididas, diferentes das puramente estéticas, afinal, o corpo de uma jovem de 14, 15, 16, 17 ou 18 anos, ainda mudará muito para que qualquer decisão seja tomada agora.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS