3 escolas ocupadas no Paraná e os estudantes mantêm movimento

12:27 Bruno Cardial 0 Comments


A exemplo dos estudantes do estado de São Paulo, aqui no Paraná há uma semana alunos do ensino médio ocuparam o Colégio Gerardo Braga, em Maringá. A ocupação iniciou com uma caminhada da Praça Raposo Tavares até a escola. 

Hoje foram realizadas mais duas ocupações na cidade, no Colégio Estadual Tancredo Neves e Colégio Estadual Adaile Maria Leite.

O intuito do movimento é reivindicar melhorias na educação pública do Paraná, especificamente com relação à merenda escolar. A merenda dos colégios estaduais na cidade de Maringá, por exemplo, não possue legumes, verduras, e na maior parte do tempo falta carne.

Com a manifestação os alunos pedem mais rigor e a conclusão das investigações na Operação Quadro Negro e a instalação de uma CPI da Merenda. Esta Comissão Parlamentar de Inquérito deve apurar o motivo desta precariedade dos alimentos distribuídos às escolas no Estado.

A Operação Quadro Negro investiga o suposto desvio de quase R$ 20 milhões destinados às obras de escolas estaduais do Paraná entre 2011 e 2014. Os investigados já disseram que os supostos desvios teriam sido destinados à campanhas eleitorais. O processo já tem nove meses e está sem conclusão.



ação de ocupação das escolas estaduais em Maringá tem o apoio da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas que lidera algumas atividades durante o movimento. Na página oficial da UPES no Facebook, pode-se ter fotos e vídeos das atividades.


Para a ocupação das escolas no estado, foi criado o perfil: OcupaPr


As hashtags que estão sendo compartilhadas oficialmente são ‪#‎ocuparEresistir ‪ #‎CadêAmerendaQueTavaAqui ‪#‎BetoRichaExterminadorDoFuturo‬ e ‪#‎TaTranquiloTaOcupado‬.

A equipe do Jornalismo Periférico foi até Maringá para conhecer de perto a primeira ocupação das escolas no Paraná, confira o documento abaixo no Colégio Estadual Gerardo Braga.



AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS