Oficial da Agência Brasileira de Inteligência é presidente da Sercomtel

11:47 Bruno Cardial 0 Comments


A menina dos olhos da administração agora tem presidente. Hoje tomou posse o indicado pela Prefeitura de Londrina, para presidir a Sercomtel. 

Christian Schneider é o novo presidente da telefonia. A prefeitura, sócia majoritária da Sercomtel e a Copel, outra sócia, indicam os diretores da empresa que em muito dos casos tem cunho político envolvido.

Também foram apresentados e empossados hoje os novos membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal da empresa além do novo diretor de Marketing e Serviços, Agnaldo Cesar Aversani, e de Engenharia e Operações, Flávio Luiz Borsato. 

O presidente da Sercomtel é oficial de inteligência da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), desde 1996. Na sua carreira profissional já exerceu os cargos de Ministro de Estado Interino da Integração Nacional, secretário de Desenvolvimento do Centro-Oeste, assessor especial do Ministério da Saúde, e diretor de Controle e vice-presidente do Banco de Brasília (BRB), de onde traz experiência que o prefeito ressalta, de gestão de sociedade de economia mista.

Schneider conseguiu licença da ABIN no começo do mês onde primeiramente era para a cadeira de secretário de Governo, e agora para a Sercomtel. Ele é graduado em Direito pela Faculdade de Direito do Distrito Federal e em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB).

A indicação de Schneider para a Sercomtel, tirou um peso das costas do prefeito no que diz respeito à aprovação do projeto de lei para a compensação de salários de servidores cedidos por outros órgãos públicos. O salário de Schneider como servidor federal é superior ao que ele receberia como secretário municipal, o que geraria o problema da compensação. 

Digamos então que a relação de Kireff com Schneider é boa mesmo, ou o que mais traria o servidor federal à Sercomtel?

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS