Estagiário é demitido por postagem eu seu facebook e recebe apoio da Câmara de Londrina

09:11 Aqui Tem Jovem 1 Comments

camara, estagiário, feminismo, londrina, machismo,

O jovem estagiário de Engenharia Civil, Gabriel Vaz, de 19 anos, foi demitido do Grupo Cantareira Construções Imobiliárias, após a repercussão de uma postagem em seu facebook.

Na postagem, o estagiário convocava feministas para fazerem trabalhos braçais (abaixo):



Após a postagem considerada machista repercutir nas redes com mais de 11 mil compartilhamentos e repercussão em mídia nacional, a empresa demitiu o estagiário e emitiu uma nota com a seguinte justificativa:


Gabriel Vaz, após isso, teve mais repercussão ainda nas redes sociais e em programas de TV. Ao explicar sua posição no Programa Pinga Fogo na TV da Band Maringá, ele diz não se tratar de machismo em suas declarações:


Na Sessão da Câmara de Vereadores de Londrina, nesta terça feita, dia 22, foi aprovado um requerimento (RE0034) apoiando o jovem estagiário demitido.

Segundo o autor da proposta, vereador Filipe Barros (PRB), o jovem exerceu o "seu direito constitucional de liberdade de expressão nas redes sociais, e foi demitido em virtude da pressão exercida por movimentos feministas, que não representam a maioria das mulheres desse país." 

A curiosidade do fato, é que a única vereadora mulher, Daniele Ziober (PPS), que também preside a Comissão dos Direitos da Mulher no Legislativo, votou favorável ao requerimento que correu na sessão com pedido de urgência.

Na ocasião nenhum vereador pediu destaque para votar em separado.

Segundo informações do jornalista Fábio Silveira pelo blog Baixo Clero, a vereadora afirmou que depois de saber a história por trás do requerimento, tentou mudar o seu voto e que não apoiou a medida.

1 Coment's :

Anônimo disse...

A mídia tradicional pode tentar fazer do estagiário um "vilão" e das feministas "heroínas",mas,na verdade,quem deu lição de moral foi o estagiário.
As feministas dizem lutar por igualdade,dizem que é justo a mulher se aposentar mais cedo porque ela tem que conciliar emprego e atividades domésticas. Mas as feministas não levam em conta que os homens,em média,fazem os trabalhos mais pesados,sujos e perigosos da sociedade. E que são também os homens a grande maioria das vítimas de acidentes e mortes no trabalho. Pode até haver algumas mulheres pedreiras,bombeiras ou lixeiras,mas mulheres são uma ínfima minoria nesses trabalhos,a maioria dos trabalhos femininos é leve e não oferece perigo a elas.
O que o rapaz quis dizer é que a vida do homem não é um mar de privilégios,e as feministas só reclamam de haver mais homens na política e em cargos de chefia,elas nunca reclamam do insignificante número de mulheres trabalhando em serviços pesados,sujos e perigosos. É só isso.

AO LER NOSSOS POSTS ATENTE-SE AS DATAS, ALGUMAS POSTAGENS SÃO REFERENTES APENAS QUANDO PUBLICADAS